O outono… Rubem Alves…

Foi-se finalmente o Verão, não sem antes fazer algumas grosserias e malcriações: trovejou, relampeou, choveu e inundou. Não queria ir embora. Compreendo. Queria ficar para ver e namorar o Outono, que é muito mais bonito que ele. Verão quarentão:  recusava-se a aceitar os sinais da passagem do tempo. Não queria dizer adeus, gostaria de ficar, [...]