Publicado em AUTORES BRASILEIROS

Ilha das Flores: Um lugar onde tem poucas flores

Diário De Quê Mesmo?

“Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda” (Cecília Meirelles)

Imagem

O objetivo desse texto é caracterizar, além de trazer uma reflexão crítica sobre, o premiado documentário “Ilha das Flores”, de Jorge Furtado, é ambientado em uma cidade do Rio Grande do Sul, mas poderia mostrar a realidade de qualquer outro lugar do país – e do mundo. Com uma linguagem científica, praticamente de enciclopédia, visa mostrar de uma maneira igualitária as coisas e pessoas mostradas na película. Em contra partida, chama a atenção para os homens que, embora biologicamente iguais, vivenciam condições, especialmente a econômica, diferentes.

Ao começar com a plantação de tomates de seu Suzuki, mostra uma sucessão de relações de troca que se desencadeiam a partir daí. “Ilha das flores” é para onde vai o lixo da cidade referida no documentário, inclusive o tomate podre que…

Ver o post original 183 mais palavras

Anúncios

Autor:

PROFESSORA ORIENTADORA DE SALA DE LEITURA-POSL...(Prefeitura do Município de São Paulo)..FUI...

2 comentários em “Ilha das Flores: Um lugar onde tem poucas flores

    1. Eu também assisti há muito tempo ….na faculdade….mas eu fiquei tão impressionada que por anos a fio passava para os alunos do EF e da EJA….dava uma belíssima discussão….apesar de mostrar tanta coisa ruim…

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s